“A PEC 55 significa viabilizar o gasto público e aplicar no que é prioritário, como saúde e educação”, diz Caiado

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), rechaçou a posição de parlamentares petista em relação a PEC 55 (teto dos gastos) em discussão no plenário. O senador destacou que não haverá congelamento nos orçamentos das áreas sociais e lembrou que durante 13 anos, o povo brasileiro sustentou 41 novas estatais criadas pelo PT que insiste em dizer que defende o trabalhador.