Agripino sobre manifestações: quebradeira e incêndio a bem público não representam o debate democrático

O presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), condenou a depredação de prédios e bens públicos por manifestantes, no centro da capital federal, nesta quarta-feira (24). Para o parlamentar potiguar, a liberdade de expressão e de pensamento é uma garantia democrática e, por isso, deve ser sempre defendida e respeitada. Entretanto, o senador pelo RN criticou a violência praticada por pessoas que, segundo ele, foram aos protestos apenas para tumultuar.

“Manifestantes que depredam o bem público, incendeiam prédios e banheiros públicos, que geram baderna, agridem e ferem outras pessoas não representam o debate democrático”, frisou José Agripino. “Na democracia todos têm direito de falar, ouvir, se manifestar, debater, mas tudo dentro do equilíbrio e do respeito“, acrescentou.

Segundo dados da Polícia Militar do Distrito Federal, cerca de 35 mil pessoas estiveram na Esplanada dos Ministérios para manifestar contra as reformas estruturais. Além de quebrarem vidraças, paradas e placas de trânsito, manifestantes atearam fogo em alguns ministérios, que tiveram de ser esvaziados.
Foto: Mariana Di Pietro