Caiado: perícia definiu com competência que Dilma não podia governar sozinha

O senador Ronaldo Caiado afirmou nesta terça-feira (5/7) que a assistente pericial da acusação, Selene Nunes, definiu com muita competência que o poder Executivo não governa sozinho. “A presidente afastada Dilma Rousseff e o PT acharam que podiam governar sozinhas ao usar um Projeto de Lei para editar decretos de crédito suplementar. Trataram o PLN 5 com força de lei independentemente da posição do Congresso. A perita ainda abordou o crime praticado quando a presidente contingenciou R$ 8 bilhões do orçamento enquanto deveria ter cortado R$ 58 bilhões. A assistente pericial também mostrou o prejuízo ao contribuinte brasileiro de R$ 1 bilhão em juros pelo atraso do pagamento do Tesouro ao Banco do Brasil pelos subsídios do Plano Safra”, disse