Caiado: Temer precisa ter prioridades e suspender aumento do funcionalismo

Em audiência pública com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o senador Ronaldo Caiado (GO) reiterou sua posição contrária ao reajuste do funcionalismo público enquanto o país vive grande crise. O líder do Democratas argumentou que diante de um cenário com 12 milhões de desempregados e um déficit de R$ 170 bilhões nas contas públicas, o governo precisa ter prioridade para reverter esse quadro. O parlamentar ainda destacou que o povo pediu a saída da Dilma de poder justamente para encerrar um período de gestão corrupta e gastadora. O debate ocorre desde a manhã desta quarta-feira (6/7) em audiência conjunta das Comissões de Assuntos Econômicos e de Constituição e Justiça.