Notícias

14/09/2016 - Ultimato dado à Venezuela traduz alerta vermelho do bloco ao bolivarianismo, diz Agripino
Membro da Comissão de Relações Exteriores, o senador José Agripino (RN) elogiou a decisão dos países membros do Mercosul de não permitir que a Venezuela assuma a presidência do bloco econômico. Segundo o parlamentar potiguar, que também é presidente nacional do Democratas, os países que compõem o grupo repudiam o regime autoritário do presidente venezuelano Nicolás Maduro. “O ultimato dado à Venezuela traduz o que os países membros desejam para a América do Sul: alerta vermelho ao bolivarianismo no Mercosul”, afirmou o parlamentar pelo Rio Grande do No - Leia mais →
14/09/2016 - Agripino sobre concessões: governo Temer mostrou compromisso com modernidade e eficiência
O presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), elogiou o pacote de concessões e privatizações anunciado, nesta terça-feira (13), pelo governo federal. Para o parlamentar pelo Rio Grande do Norte, ao criar o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), uma das primeiras ações de Michel Temer ao assumir em definitivo a presidência da República, o chefe do Executivo deixou explícito seu compromisso de colocar o país de volta ao crescimento. “Mais do que zelo com a diminuição do custo Brasil, o PPI lançado pelo presidente Temer é o compromisso do governo em - Leia mais →
13/09/2016 - “PT quer deixar estudantes sem o Fies”, diz Caiado
O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), defendeu a votação urgente do PLN 8, que abre crédito suplementar de R$ 1,1 bilhão para o FIES e o ENEM. Caiado rechaçou a postura de senadores petistas que querem obstruir a votação e prejudicar milhares de estudantes que dependem desse recurso para ter acesso ao financiamento estudantil. O parlamentar cobrou a realização de uma sessão do Congresso ainda hoje para que o projeto pudesse ser apreciado, porém, a deliberação foi convocada apenas para o próximo dia 19. “O prazo para os jovens ingressarem nas universidades po - Leia mais →
13/09/2016 - Projeto de Agripino sobre empreendedorismo rural é aprovado na Câmara
A possibilidade de jovens do campo fazerem cursos gratuitos de capacitação técnica está mais próxima de ser alcançada. A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) da Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (13), por unanimidade, projeto de lei (PLS 103/2015) do senador José Agripino (RN) que oferece, via Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem), cursos de profissionalização, além de uma bolsa-educação, para jovens empreendedores do campo. O projeto segue para a Comissão de Educação. O projeto de Agripino altera a - Leia mais →
01/09/2016 - Agripino lamenta manutenção dos direitos políticos de Dilma
O presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), lamentou que o Senado Federal tenha mantido, nesta quarta-feira (31), por 42 votos a favor, 36 contra e três abstenções, os direitos políticos da agora ex-presidente Dilma Rousseff. Eram necessários 54 votos favoráveis para que a petista ficasse inabilitada para exercer função pública. Para o parlamentar pelo Rio Grande do Norte, os votos que favoreceram Dilma nada mais foram do que uma espécie de “dízimo” pago por aqueles que mantinham uma relação com o governo do PT. “Algumas pessoas pagaram um dízimo da relaç - Leia mais →
01/09/2016 - Impeachment mostra quem são os verdadeiros ‘canalhas’ da política, diz Caiado
Durante encaminhamento de votação na etapa final do impeachment, o líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), afirmou que o processo que se encerra hoje tem a função de revelar quem são os verdadeiros “canalhas” da política. Dilma Rousseff foi cassada no início desta tarde (31/8) por 61 votos a 20. Na visão do senador, os “canalhas” são aqueles que mentiram para o povo, foram irresponsáveis com o orçamento e deixaram o país numa situação caótica. O parlamentar ainda afirmou que a partir de hoje o povo se sentirá aliviado e com a esperança de que haverá a rec - Leia mais →
31/08/2016 - Para Agripino, impeachment nasceu nas manifestações de rua de 2013
José Agripino (DEM-RN) declarou estar confiante na aprovação do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. O senador disse que votará a favor e fez uma retrospectiva do processo. Para ele, o impeachment começou a nascer nas manifestações populares de 2013, que continuaram nos anos seguintes. - O impeachment não é um embate entre governo e oposição. A sua origem esteve nas ruas. O Brasil nunca tinha assistido ao que viu. Manifestações de indignação com a inflação, o desemprego, a recessão, a insegurança, a corrupção. Foi o grande grito que se manifestou nas ruas - Leia mais →
30/08/2016 - Caiado: “Estamos interrompendo o maior desastre político-administrativo do país”
O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado (GO), encaminhou seu voto favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff e criticou a postura que a ré apresentou em depoimento ao Senado. Ao fazer seu discurso final pela sessão que vai marcar o afastamento definitivo da presidente, nesta terça-feira (30/08), Caiado afirmou que o impeachment interrompe "o maior desastre político-administrativo do país" e apontou a inversão de valores que senadores contrários ao impeachment estão tentando promover em plenário. "O PT acredita que tem o dom de interpretar pe - Leia mais →
29/08/2016 - Agripino questiona Dilma por que ela ignorou alertas do TCU e do Tesouro Nacional sobre ajuste fiscal
O presidente do DEM criticou ainda o fato de Dilma se esquivar e não responder os questionamentos Durante sessão no Senado para ouvir a presidente afastada Dilma Rousseff, na noite desta segunda-feira (29), o presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), quis saber por que a petista descumpriu os alertas do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) sobre a situação fiscal e econômica do país. “Vossa Excelência usou das pedaladas fiscais como alternativa por causa da escassez de recursos, mesmo diante dos avisos do que estaria po - Leia mais →
29/08/2016 - Caiado questiona Dilma sobre mentiras da campanha: “Não se trata de estelionato eleitoral?”
O líder do Democratas no Senado Federal Ronaldo Caiado (GO) usou o interrogatório à presidente afastada Dilma Rousseff para questioná-la sobre a ocultação da crise econômica durante sua campanha de reeleição. Em sessão desta segunda-feira (29/08), Caiado tomou como base as mentiras proferidas em campanha para levantar a tese de "estelionato eleitoral" em comparação às alegações de Dilma de que o impeachment se trata de uma "ação indevida". "Vossa Excelência diz que a situação do país tem a ver com a crise internacional, mas por acaso esta crise só apareceu no dia 25 de - Leia mais →
« 1 ... 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 ... 143 »