Maria do Carmo defende mais políticas públicas para alertar mulheres da importância do pré-natal

30 de Outubro de 2019

A senadora Maria do Carmo Alves (SE) defendeu a implementação urgente de mais políticas públicas e de campanhas nacionais para alertar mulheres grávidas da importância do pré-natal.  Segundo a parlamentar, em Sergipe, foram registrados, só em 2019, cerca de 500 casos de sífilis congênita, transmitida pela mãe ao bebê, via placenta. “Sergipe é o estado do Nordeste com o maior número de casos de sífilis congênita, segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Só este ano, foram quase 500 casos registrados”. A doença pode causar infecções no bebê e levar até ao abortamento.

“É imprescindível a orientação e os cuidados devidos para que as mães façam um pré-natal de forma adequada, tendo acesso aos exames necessários para que, se tiver alguma doença, possa cuidar em tempo de não prejudicar o bebê”, afirmou. Maria do Carmo lembrou ainda que o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece o tratamento adequado para quem for diagnosticado com sífilis. “É importante fazer os testes rápidos que detectam essa doença, que é silenciosa e traz consequências sérias, sobretudo para o bebê”.